Desconstruindo Lana: descubra 5 mulheres incríveis através da cantora

Falar de Lana Del Rey é causar controvérsias, alguns adoram, outros odeiam, e as discussões vão muito além de sua música. As mudanças as quais a moça se submeteu para alavancar sua carreira são aprovadas por uns e desprezadas por outros.

Fato é que o visual da cantora é composto por muitas inspirações, dentro delas, é possível reconhecer grandes mulheres, então, se o problema é a “montagem” que resultou em Lana Del Rey, desconstrua-a e procure por estas artistas:

Nancy Sinatra:

História: Nancy é filha de Frank Sinatra com sua primeira mulher, Nancy Barbato. Agora ela tem 73 anos e está concentrada no lançamento de uma biografia digna sobre o pai, mas nos anos 60 a cantora e atriz americana ficou conhecida por estourar a música These boots are made for walkin’ , que tornou-se um dos primeiros hinos feministas da história.

Inspiração: Se você jogar no google Gangster Nancy Sinatra a pesquisa vai te dar como resultado Lana Del Rey, pois foi assim que ela mesma se classificou em uma entrevista. Segundo Lana, ela mistura o visual anos sessentista de Nancy, com a pegada gangster atual. Os cabelos ondulados, as coroas de flores e músicas com letras provocativas são as principais semelhanças. Recentemente Lana Del Rey regravou um sucesso de Nancy, a música “Summer Wine”, com a parceria de um suposto namorado.

Priscilla Presley: 

História Priscilla ficou conhecida (e criticada) por ter começado seu relacionamento com Elvis Presley muito jovem, ela tinha apenas 14 anos e ele já estava na idade militar, servindo o exército na Alemanha quando se conheceram. Priscilla enfrentou além do preconceito da idade, os rumores de que Elvis tinha uma amante, Nancy Sinatra. Outras mulheres apareceram na vida de Elvis, que não assumia seu amor por Priscilla por achar que seria ruim para sua carreira. Até que um dia ela cansou da brincadeira e a convidou para ir a Los Angeles visitá-lo, passando pela desaprovação do conservador coronel, pai de Priscilla. Os dois se casaram e tiveram Lisa Marie, a filha que os unia mesmo depois do divórcio, levando Priscilla a estar do lado de Elvis até na sua morte.

Inspiração: Lana fala muito de romances com homens mais velhos, que aparenta ser sua preferência, ela fala também em passar por cima de tudo para estar com seu homem, e foi o que Priscilla fez até depois da separação. No visual, Lana adota longos topetes e vestidos rodados como os que Priscilla costumava usar.

Marilyn Monroe:

História: Marilyn também tem uma história conjugal que iniciou muito cedo, ela tinha 16 anos quando casou-se pela primeira vez, depois de passar por diversos orfanatos e morar com amigas de sua mãe, que estava internada numa clínica para deficientes mentais, ela nunca conheceu o pai. Quando o marido a deixou para servir a marinha, ela começou a trabalhar em uma fábrica, onde foi descoberta e logo depois começou a trabalhar como modelo. Depois disso, em meio a criticas boas e ruins, Marilyn estrelou 32 filmes, entre eles sucessos como Os Homens Preferem as Loiras (1953), O Pecado Mora Ao Lado (1955) e Nunca Fui Santa (1956) e cantou também, sua apresentação mais famosa foi quando cantou um provocante Happy Birthday para o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. Marilyn foi encontrada morta em 1962, após uma overdose de remédios. 

Inspiração: Em Carmem, Lana Del Rey canta sobre uma estrela que tem uma vida glamourosa mas que não se orgulha dela e diz que é difícil viver de tal modo. Se não é assumidamente uma história inspirada em Marilyn pode ao menos ser comparada. No clipe de National Anthem, ela interpreta Jacqueline Kennedy, mas no início canta Happy Birthday para um presidente tão provocativa quanto Marylin. Lana se inspira em Marilyn nos vestidos longos brancos e trajes de banho vintages. A história de Marilyn ainda poderia ter as músicas de Lana como trilha devido ao peso em suas letras e melodias, que combina, de forma um tanto mórbida infelizmente, com a depressão da atriz.

Jacqueline Kennedy:

História: Jacqueline Kennedy foi muito mais que a primeira-dama do governo de John F. Kennedy, além de ensinar elegância e influenciar no estilo de vida das americanas, ela não se contentava em ficar atrás do marido em suas aparições públicas, ela era conhecida por participar ativamente da vida política dele e por ser apaixonada por artes e história. Foi ela quem coordenou a reforma na Casa Branca, reformando não só a parte interna, como também histórica. Jackie viu seu marido morrer diante de seus olhos, durante uma parada, Kennedy foi baleado no carro em que estava com a mulher. Depois de Kennedy, Jackie casou-se novamente, com um diplomata alemão, mas ela nunca precisou do apoio financeiro de um marido, mesmo após a morte do segundo marido, ela continuou fazendo sucesso como artista, escritora e editora de livros.

Inspiração: Em National Anthem, Lana Del Rey canta como Marilyn Monroe e usa o topete de Priscilla Presley, mas conta a história de Jacqueline Kennedy, e como ela atuou ao lado do marido, além de claro, se vestir como ela. Lana deu sua própria versão no vídeo, adicionando alimentos gangster a história.

Amy Winehouse: 

História: Amy Winehouse foi a cantora e compositora britânica conhecida pela sua potência na voz e ousadia na música, em plenos anos 2000, ela cantava blues inspirado nos anos 20. Amy causava ainda no visual, com que trazia referências vintages de um jeito só dela. Ela estourou com o sucesso Rehab, onde contava que não queria tratar os problemas com álcool. E foram justamente esses problemas que ofuscaram sua carreira que acabou cedo, aos 27 anos, em 2011.

Inspiração: Lana nunca declarou ou evidenciou Amy Winehouse como uma influência, mas é possível ver a sinceridade de Amy quando Lana admite que fica triste sem o cara, as brigas com o ex-marido combinam com as letras de Del Rey. Na maquiagem de Lana é possível lembrar de Amy nos olhos marcados por delineadores, mesmo que ela esteja voltando com esta moda, o desenho de gatinho desenhado com força nos olhos sempre lembrará Winehouse. Além das possíveis comparações, os fãs das duas cantoras adorariam ter visto as duas juntas, tanto que criaram estas montagem circulam pela internet:

Amy Winehouse não influencia Lana diretamente, mas as duas seriam boas amigas
Amy Winehouse não influencia Lana diretamente, mas as duas seriam boas amigas
Anúncios

Um comentário sobre “Desconstruindo Lana: descubra 5 mulheres incríveis através da cantora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s