Casa TPM 2013: O que rolou no domingo?

Agora que você já conheceu o local e viu o que rolou nos debates de sábado, o primeiro dia do evento aqui no blog, vamos direto aos assuntos de domingo, é claro.

– Política:

Cheguei um pouco atrasada no primeiro debate, que foi sobre política, então vou fazer um mini guest-post e deixar a palavra para a minha amiga Mari Souza que esteve por lá e contou que já teve polêmica. Então, nas palavras da Mari:

“Para começar o segundo dia da Casa TPM houve o debate sobre POLITICA. No palco estavam Elisa Gargiulo, integrante do coletivo Marcha das Vadias, a historiadora Mary Del Priore e Clara Charf, militante política e ativista pelos direitos humanos. Três feministas de diferentes épocas e opiniões divergentes acerca da luta diária da mulher na sociedade atual. Até mesmo a plateia perecia estar dividida, demostravam seus pontos de vista ao apoiarem as participantes do debate com aplausos e gritos.

Elisa Gargiulo expos que a mulher tem que a fazer uma luta independente, separada de grupos onde tenha a presença de homens. Tanto Dona Clara, 88 anos, quanto a Mary Del Priore discordaram dizendo que é a importante a mulher debater o feminismo entre si, mas que é necessário lutar por espaço em meios masculinos.

Uma declaração da historiadora não agradou muito as integrantes da Marcha das Vadias que estavam presentes no local. Priore disse que muitas mulheres são machistas principalmente devido a realidade brasileira de carência econômica e de educação. “O machismo vem do leitinho da mãe… A mãe passa para o filho essa mentalidade machista”, declarou.

Para Gargiulo a culpa da mentalidade machista da sociedade deve ser tirada das mulheres. “Em algum momento temos que culpabilizar os homens”.  Apesar da polêmica declaração de Del Priore, a maioria das mulheres presentes na plateia concordou que a mulher fortalece o machismo ao não discutir a situação em casa, ao consumir contudo que  a trata como objeto entre outras situações. “

Foto: Mariana Souza
Foto: Mariana Souza

Casamento:

Quando finalmente consegui um lugar para acompanhar o resto do evento, me deparei com um sonho adolescente, desculpa a tietagem (e eu infelizmente  nem tietei lá no evento), mas eu sempre acompanhei Didi Wagner e Sarah Oliveira desde a época da MTV, e as duas estavam ali, na minha frente, debatendo sobre casamento e olho nos meus olhos e toda a platéia para conversa ficar mais intimista.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes

Didi foi munida de várias filosofias e piadas interessantes sobre casamento, mas no fim o que mais importou foi sua própria experiência, com o marido e as três filhas.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
DidiCasaTPM
Foto: Karoline Gomes

Moda:

O debate sobre moda foi muito melhor do que eu esperava. A blogueira do Oficina de Estilo Cris Zanetti e a stylists Chiara Gadaleta questionaram o consumo desenfreado e incentivaram a comprar por conforto e necessidade, não pelo que a mídia diz pra gente comprar.

CasaMOda
Foto: Karoline Gomes

Feminismo:

Clara Averbuck da coluna na Carta Capital, Feminismo pra quê?, foi falar sobre… feminismo! E ela achou que não falou nada por causa do seu nervosismo, mas na verdade, disse tudo. Depois de reclamar que não conseguia ficar num palco a cima de todos os espectadores a olhando, ela foi convidada pela própria platéia para sentar na beira do palco e foi aí que se soltou mais. “O tema da Casa TPM é: Você é Livre? E ninguém é livre sem feminismo. Ninguém nunca vai ser livre sem feminismo, nenhuma mulher e nenhum homem também”.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes

Cinema:

O debate sobre cinema com a diretora Laís Bodanzky, também foi rico de reflexões. Laís analisou cenas machistas em filmes, analisou a presença da mulher no cinema e deu sua contribuição ao mostrar a liberdade da mulher na tv e no cinema, com cenas de seus filmes.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes

Saúde:

A médica intensivista e blogueira do Palpitação, Mariana Perroni, fez um discurso lindo sobre a vida corrida. Sim, lindo, eu quase me emocionei de tanta identificação, e ela ainda nos fez ficar calmas, porque não dá pra levar uma vida perfeita e cheia de regras para viver bem mesmo, a gente tem que fazer o que dá, o que está ao nosso alcance. “Temos que achar as recomendações que combinam com a gente na vida, se não, não conseguimos cumprir e chega a frustração”.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes

– Sexo:

O debate sobre sexo, logo em seguida, rendeu a mesma polêmica que o primeiro. Nádia Lapa e Léo Jaime se engalfinhavam numa disputa sobre quem era mais prejudicado pelo machismo, o homem, ou a mulher. Claro, que sabemos que é a mulher, e que muitas vezes Jaime estava viajando em seus questionamentos. Mas ele pediu o tempo todo para ouvir a platéia e a opinião das convidadas, enquanto Nádia Lapa, com o apoio de uma minoria, atacava tudo que ele dizia.

Enfim, entre Nádia Lapa e Léo Jaime, prefiro Regina Navarro, a sexóloga (que também foi muito questionada por Lapa), que não perdeu a compostura em nenhum momento do debate e bateu o pé sobre o que achava certo no sexo, ela sim falou sobre o assunto, de forma liberal e com a mente bem aberta a opinião e sugestões.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes

Pra encerrar a noite, Tulipa Ruiz animou a festa open bar.

Foto: Karoline Gomes
Foto: Karoline Gomes
Anúncios

Um comentário sobre “Casa TPM 2013: O que rolou no domingo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s