Chega de Fiu Fiu, chega de desculpa para o assédio!

Esse post é uma espécie de desabafo que eu já estava para fazer há tempos, mais precisamente quando os resultados da Campanha Chega de Fiu Fiu, que o Hoje Acordei Amélia apoiou, foram publicados no blog Think Olga. Até aí todo mundo já sabe, colocou em números o que muitos não se importavam, as mulheres tiveram a chance de desabafar sobre a opressão que sofrem todos os dias. Mas por outro lado, os homens (e também algumas mulheres) também se manifestaram. Tenho acompanhado textos publicados sobre a campanha e principalmente os comentários, o recebimento do público, e isso tem me assustado.

Parece que a resposta de quase 8 mil mulheres que constatou que 90% são assediadas todos os dias com palavras como linda, gostosa ou coisas piores e que 80% delas não gosta disso é simplesmente obsoleta se comparada a opinião egoísta, machista e sexista de uma quantidade que incomoda, pois esta quantidade é que nos reprime quando vamos denunciar abuso e que nos recebe com preconceito quando reclamamos, e o pior de tudo é que ninguém quer saber. Sim, você amigo, que faz tanta questão de fazer Fiu Fiu na rua, ninguém pediu sua opinião. Quando você vê uma senhora na rua, comenta o quão acha que ela está velha?

“Mas 20% das mulheres que responderam a pesquisa disseram que gosta”. Não, isto não é desculpa para você sair por aí cantando todas. Tem gente que gosta de chuva negra durante o sexo, você vai ficar tentando com todos os seus parceiros até acertar quem gosta?

E eu posso lhe garantir que a opinião daquela menina que gosta de ouvir Fiu Fiu na rua não foi construída por ela, houve alguma influência sobre ela para acreditar que precisa da aprovação de estranhos na rua para se sentir bonita. Não, não precisamos da sua aprovação, algumas mulheres acham que sim, mas nós não precisamos. Nunca vamos aprender a gostar de nós mesmas e ter confiança para andar nas ruas se sabemos que estamos sendo submetidas a olhares de aprovação ou desaprovação de vocês.

“Mas é só um elogio! Você não sabe receber um elogio?”. Eu fico desconfortável em receber elogios, outras mulheres gostam, mas definitivamente gritar na sua que ela é linda, não é elogio. Você não sabe se ela quer receber o elogio, você não sabe se ela aprova ou desaprova, você não sabe se lhe interessa saber que está bonita. Por isso existe uma linha tênue entre você perguntar com educação se pode fazer um elogio, ou simplesmente invadir o espaço de uma pessoa num lugar público gritando que ela é gostosa e chamando a constrangendo. Para mim, só o fato de eu não te conhecer já é o suficiente para não receber tal elogio, mesmo que você me pedisse, imagina chegar assim, berrando a sua opinião sem que ela seja solicitada.

Eu sei que te ensinaram que as mulheres são objetos disponíveis publicamente aos homens, mas não é assim que funciona, ok? Isso não é desculpa.

Assim como não é desculpa culpar a vítima. “Você viu a roupa que ela estava usando? Ela pediu para ser estuprada”, “Quem manda ser gostosa?”, “Foi andar sozinha a noite, deu no que deu”. Parece um castigo a nós mulheres que tenhamos conquistado o direito de ir e vir e a nossa independência. Quer estudar a noite? Então receba olhares estranhos e se apavore enquanto estiver voltando para casa. Quer andar de saia no calor? Não, você não tem o dinheiro de sentir calor, pois vão passar a mão em você no ônibus.

É doloroso não ter a liberdade de usar a roupa que eu quero pois tenho que pensar o lugar que vou, e saber ainda que vão me culpar por usar aquela peça.

Não há desculpa para o sentimento que temos todos os dias, de passarmos por um homem com medo que diga algo que nos ofenda, de não poder rebater o ele diz pelo mesmo medo. De não ser livre para usar a roupa que quiser, ou andar a noite sem pensar no que pode me acontecer. E ainda ter que ouvir desculpas para que todo esse abuso aconteça diariamente, para que os homens tão necessitados.

Fizemos uma pesquisa para provar o quanto isso existe e incomoda, houveram desabafos e agora eu fiz o meu. Estas palavras estavam na minha  mente todos os dias, e eu as rebatia mentalmente sempre que houvia algo na rua e aí está, que este não seja empilhado com outras reclamações que são ignoradas diariamente. É preciso fazer algo contra o assédio sexual todos os dias, sem desculpas.

Veja os resultados da Campanha Chega de Fiu Fiu aqui.

Anúncios

Um comentário sobre “Chega de Fiu Fiu, chega de desculpa para o assédio!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s